Mandala yoga

Nos conectamos com o universo através de movimentos de expansão (yang), e em suas pausas (yin) retornamos para o pulso interior e vice-versa. Essa percepção do Tao, onde os opostos complementares Yin & Yang dançam traz um importante conceito no Mandala Yoga.

Os 11 princípios básicos para conhecer o Mandala Yoga:

1) O círculo que representa o número UM e traz Unidade na Diversidade.

2) Como nosso corpo, mente e alma se manifestam na sagrada geometria.

3) As sequências trazem equilíbrio, flexibilidade e energia para o corpo, clareza, foco e determinação para mente, e expansão e brilho para alma.

4) As Mandalas trazem a conexão entre os movimentos e posturas que, quando integrados com a intenção de seus significados, tornam-se poderosas manifestações para a conexão indivíduo-infinito.

5) A prática traz o contínuo fluxo de yin e yang, nos permitindo sentir o movimento interno e externo que se completam e se desafiam.

6) Na auto-realização do Macro/Micro/Micro/Macro, percebemos a interna conexão com a respiração (yin) e expansão externa através dos movimentos e sons (yang).

7) A percepção de como os elementos fazem parte integral de nossa vida.

8) O infinito poder de transformação que está dentro de cada um de nós.

9) O processo criativo que nos convida a perceber as infinitas formas das Mandalas e suas manifestações integradas e equilibradas.

10) A maneira natural e orgânica  de combinar todas essas manifestações, sem perder a essência, para que a prática possa ser integralmente conectada num fluxo radiante (yang) e suas sagradas pausas (yin).

11) A percepção da sagrada geometria e como ela se conecta na Mandala da nossa Vida. Somos o desabrochar da essência primordial.